TEATRO ADQUIRIDO PELOS CONDES DE GUIMARÃES

TEATRO ADQUIRIDO PELOS CONDES DE GUIMARÃES

Depois da morte do seu primeiro proprietário, Manoel Rodrigues de Lima, o “Theatro Gil Vicente” foi adquirido em hasta pública pelos Condes de Magalhães, que por falecimento destes seria herdado pela Marqueza de Lierta, que, e segundo Souza Bastos, era a proprietária em 1909.

«E’ n’este theatro presentemente a sede da “Associação Humanitaria Recreativa Cascaense” com 4 secções: bombeiros voluntarios, phylarmonica, grupo dramatico e socios contribuintes. O theatro aluga-se com iluminação musica, porteiros, policia, bombeiros e pessoal do movimento do palco por uma percentagem sobre a receita bruta, de 10 a 25% conforme a qualidade do espectaculo e os preços, mas nunca podendo receber menos de 20$000 réis, que devem ser garantidos por deposito no acto do aluguer. Não fornecendo musica, o aluguer nunca será mais de 20%.
(…) Tem o theatro uma friza para a auctoridade, outra para a direcção da sociedade arrendataria e 10 para alugar; na 1ª ordem o camarote da proprietaria, a tribuna real e mais 14 para alugar; 14 camarotes de 2ª ordem, 140 cadeiras e 12 logares de galeria.
»

0 comments on “TEATRO ADQUIRIDO PELOS CONDES DE GUIMARÃES

Comments are closed.